Países com altos índices de obesidade acumulam 88 porcento das mortes por COVID-19

Um relatório divulgado nesta quinta-feira, 4, pela Federação Mundial da Obesidade mostra que entre 2,5 milhões de mortes causadas pelo novo coronavírus, 2,2 milhões ocorreram em países com altos índices de obesidade.

O estudo revelou, ainda, que a taxa de mortalidade em países onde as pessoas estão acima do peso ou obesas é 10 vezes mais elevada, em comparação com países onde menos da metade da população encontra-se nessa condição.

O Brasil, com 93 mortes por 100 mil pessoas, tem 56,5% da população com sobrepeso e 22,1% com obesidade. EUA, México e Itália, por exemplo, têm índices semelhantes.

Como foi feito o estudo?

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores analisaram os dados de mortalidade da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, e do observatório global da OMS (Organização Mundial da Saúde). Ao todo, foram analisados mais de 160 países.

Eles descobriram que as mortes por covid-19 aumentaram junto com a prevalência de obesidade nos países. Além disso, segundo os dados divulgados, esse índice de mortalidade persistiu mesmo quando foi comparado ao fator idade, que já representa um risco mais elevado de morte, e riqueza.

O relatório descreveu que todos os países onde menos de 40% da população estava acima do peso tinham uma baixa taxa de mortalidade por covid-19. Em contrapartida, em países onde mais de 50% da população estava acima do peso, a taxa de mortalidade de covid-19 era muito mais alta.

“A covid-19 não é a primeira infecção respiratória viral que é exacerbada pelo excesso de peso. Dados das duas últimas décadas sobre o impacto da MERS [síndrome respiratória do Médio Oriente, causada por um coronavírus aparentado com o SARS-CoV-2], a gripe H1N1 e outras infecções relacionadas com a gripe mostram desenvolvimentos mais graves em pessoas com excesso de peso”, diz um trecho do relatório.

Os pesquisadores também alertaram que uma população com excesso de peso, além de não ser saudável, também pode evoluir para uma pandemia, já que a obesidade também é uma doença.

Contudo, essa taxa de mortalidade pode estar incompleta ou mudar rapidamente, porque os dados foram baseados em relatórios divulgados por cada país, em relação ao seu número de mortes por covid-19. Agora, porém, com a vacinação em massa acontecendo em diversos países, a expectativa é que diminuam as mortes.

fonte: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/03/04/covid-19-paises-com-altos-indices-de-obesidade-acumulam-88-das-mortes.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *